Hérnia de disco: uma das principais causas de afastamento do trabalho

Publicado em 15/09/2017

Por Dr. Rafael Barreto

Uma das queixas mais frequentes no consultório de um ortopedista são as dores nas costas. Na maioria dos casos - cerca de 90% segundo pesquisa do IBGE -, o diagnóstico é de hérnia de disco, uma das grandes causas de incapacidade e ausência de trabalho na população em geral. No Brasil, são registrados mais de 2 milhões de casos de hérnia de disco por ano.

A lesão ocorre quando há o extravasamento ou o deslocamento do núcleo através da ruptura da parte externa do disco que fica entre as vértebras da coluna. O resultado dessa lesão muitas vezes é caracterizado por dor na região lombar, dormência, fraqueza nos braços e pernas ou até pela famosa dor ciática que é irradiada para a perna. Porém, em alguns casos a patologia também pode ser assintomática, o que dificulta o diagnóstico.

Dores que se iniciaram depois de um trauma ou então que estejam associadas a alterações neurológicas, como perda de força ou sensibilidade, são sinais de alertas que indicam a existência de problemas na coluna.

Para o diagnóstico, são usados exames de laboratório e de imagem que vão indicar tratamento cirúrgico ou não, sendo que na maioria dos casos o tratamento da hérnia de disco é clínico, já que as vértebras têm capacidade de reabsorção parcial ou total do núcleo em um período de meses. Nesses casos que não necessitam de intervenção cirúrgica, durante a fase mais aguda da dor, o tratamento é feito através de reabilitação (fisioterapia) e medicação.

Nos casos em que a cirurgia é necessária – piora/persistência da dor junto a alterações neurológicas – a técnica mais indicada é por via endoscópica, em que os benefícios são maiores, como o baixo índice de infecções pós-operatórias, mínima manipulação de tecidos, reabilitação precoce e sangramento inferior se comparado a outras técnicas. Entretanto, devemos lembrar que esse procedimento não pode ser feito em todos os tipos de hérnia, já que a recomendação irá depender de cada caso.

Para prevenir o desgaste e, consequentemente, evitar a hérnia de disco, é muito importante praticar atividades físicas regulares de baixo impacto, manter o peso adequado, ter boa postura e evitar esforços radicais.

Dr. Rafael Barreto é ortopedista especialista em Coluna do Instituto Wilson Mello

Ver mais posts

23/02/2018 Avaliação Funcional em corredores com DFP

08/02/2018 Tratamento da dor nas costas pelo sistema de subgrupos

01/02/2018 O tratamento da artrose

26/01/2018 A importância da Avaliação Funcional na osteoartrose de joelho

19/01/2018 A fisioterapia para o tratamento da cifose e lordose

17/01/2018 Triatleta Bruna Mahn é 4ª colocada no Ironman 70.3 Pucón

12/01/2018 Dor no ombro: 20% das queixas nos ortopedistas

05/01/2018 Cifose e lordose: entenda as diferenças

23/11/2017 Estrela da marcha, Caio Bonfim participa de evento no IWMello

22/11/2017 Caio Bonfim faz avaliação funcional no Instituto Wilson Mello

14/11/2017 Mudança de hábitos para combater o diabetes

30/10/2017 Artroplastia Total do Joelho é indicada para artrose avançada

06/10/2017 IWMello faz parceria com Universidade de Harvard para curso de pesquisa clínica  

28/09/2017 Problemas ortopédicos em crianças

15/09/2017 Hérnia de disco: uma das principais causas de afastamento do trabalho

30/08/2017 Dor anterior do joelho, condromalácia ou condropatia patelar

23/08/2017 Mindfulness: a prática do momento

21/08/2017 Curso do IWMello simula cirurgia de prótese de ombro

15/08/2017 RunFit é o programa de reeducação da corrida do IWMello

29/06/2017 Lesões do ombro no tenista

14/06/2017 Fraturas no idoso

14/06/2017 Curso de Certificação é sucesso mais uma vez

07/06/2017 IWMello lança programa de educação continuada para ortopedistas

01/06/2017 Pé Metatarso Varo Congênito

24/05/2017 Fisioterapia do IWMello no Ironman em Floripa

22/05/2017 Curso Lesões da Corrida é sucesso entre os participantes

18/05/2017 Pesquisadora de Harvard ministra Curso do IWMello sobre Lesões da Corrida

16/05/2017 Pilates para diferentes idades e perfis de alunos

10/05/2017 Lesões do quadril são mais comuns do que se imagina e atingem atletas e pessoas sedentárias

24/03/2017 Precisamos reavaliar a qualidade de nossos alimentos

22/03/2017 Mesmo sem sede, devemos beber água para o bem de nossa saúde

14/03/2017 As três principais lesões do corredor de rua

10/03/2017 Recovery muscular: mais uma novidade do IWMello

03/03/2017 Dores de cabeça, na face e dificuldades para mastigar podem ser sinais de DTM

02/03/2017 Nova parceria para atletas

17/02/2017 Pequenos cuidados para readaptação ao fim do horário de verão

13/01/2017 Pesquisadora de Harvard, Dra. Irene Davis fala sobre curso Lesões do Corredor no IWMello

02/01/2017 Alimentação pós festas

09/12/2016 Alimentos funcionais ajudam a melhorar nossa saúde - Parte 2

05/12/2016 Alimentos funcionais ajudam a melhorar nossa saúde - Parte 1

11/11/2016 Lesão do Ligamento Cruzado Anterior: principal problema no joelho

04/11/2016 Ombro congelado

06/10/2016 Cigarro e falta de exercícios aceleram doenças da coluna

05/09/2016 Existe dor do crescimento?

12/08/2016 Alimentação x Suplementação

29/07/2016 A importância da proteína na alimentação

14/07/2016 Menopausa: dá para passar por ela de forma mais suave

24/05/2016 Sabe aquela dormência nas mãos? Pode ser síndrome do túnel do carpo