Cifose e lordose: entenda as diferenças

Publicado em 05/01/2018

Por Dr. Alexandre Jaccard

Qual a diferença? Será que é cifose ou lordose? Bom, cifose e lordose, com certeza sim! São as duas curvaturas normais da coluna quando observa-se alguém de lado. Já quando olha-se alguém de frente ou de costas, a coluna deve ser praticamente reta, e se ocorre algum desvio significativo tem-se o quadro de escoliose.

A primeira curvatura a surgir é a cifose, durante o desenvolvimento inicial da coluna. Imagine um bebê na barriga de sua mãe. Toda sua coluna estará curvada numa direção, com convexidade posterior. Isso é a cifose.

A lordose só surge após o nascimento, mais precisamente quando o bebê começa a sustentar a própria cabeça. Esse controle postural, normal do desenvolvimento, exige que se faça a extensão da coluna cervical (movimento da região do pescoço que inclina a cabeça para trás). E com isso, a curvatura que tinha convexidade posterior sofre uma inversão, se tornando de concavidade posterior. Isso é a lordose!

Depois, quando a criança começa a ficar de pé e a andar, surge a segunda região de lordose na coluna, a lombar. E assim vai até a idade adulta: com duas regiões de lordose, a cervical e a lombar, e duas regiões de cifose, a torácica (região das costelas) e a sacro-coccígea, o final da coluna. Portanto, cifose e lordose são curvaturas normais da coluna. O que pode acontecer é o aumento, a diminuição e até a inversão patológica dessas curvas.

Como saber se a pessoa tem hiperlordose, por exemplo? Neste momento, entra o especialista que fará a análise do alinhamento sagital. Isso consiste na avaliação da harmonia entre as curvaturas já mencionadas e parâmetros da anatomia da bacia, ou seja, a avaliação radiográfica detalhada da postura da pessoa de lado e em pé.

Cada pessoa tem uma relação diferente entre os ossos da bacia e isso influencia, diretamente, tipos distintos de lordose lombar e cifose torácica. Consequentemente, só é possível avaliar algum desvio regional ou localizado examinando todo o eixo do corpo, da cabeça aos pés, e analisando uma radiografia de toda a coluna vertebral.

São vários ângulos e medidas até se chegar a uma conclusão sobre o alinhamento sagital da coluna. E essa avaliação é muito importante para as pessoas que sofrem de dores crônicas na coluna. Sim! Toda pessoa com dor crônica na coluna deveria ter seu alinhamento sagital global avaliado.

Ainda bem que hoje a tecnologia auxilia muito o médico nesse momento. Dispomos de softwares que nos ajudam muito nessa avaliação. Além disso, quando há um desequilíbrio sagital considerável e a cirurgia é necessária, podemos utilizar das ferramentas desses softwares para um planejamento cirúrgico detalhado, e até antecipar o possível resultado.

Dr. Alexandre Jaccard é ortopedista especialista em cirurgia da coluna e integra a equipe do Instituto Wilson Mello.

Ver mais posts

17/01/2018 Triatleta Bruna Mahn é 4ª colocada no Ironman 70.3 Pucón

12/01/2018 Dor no ombro: 20% das queixas nos ortopedistas

05/01/2018 Cifose e lordose: entenda as diferenças

23/11/2017 Estrela da marcha, Caio Bonfim participa de evento no IWMello

22/11/2017 Caio Bonfim faz avaliação funcional no Instituto Wilson Mello

14/11/2017 Mudança de hábitos para combater o diabetes

30/10/2017 Artroplastia Total do Joelho é indicada para artrose avançada

06/10/2017 IWMello faz parceria com Universidade de Harvard para curso de pesquisa clínica  

28/09/2017 Problemas ortopédicos em crianças

15/09/2017 Hérnia de disco: uma das principais causas de afastamento do trabalho

30/08/2017 Dor anterior do joelho, condromalácia ou condropatia patelar

23/08/2017 Mindfulness: a prática do momento

21/08/2017 Curso do IWMello simula cirurgia de prótese de ombro

15/08/2017 RunFit é o programa de reeducação da corrida do IWMello

29/06/2017 Lesões do ombro no tenista

14/06/2017 Fraturas no idoso

14/06/2017 Curso de Certificação é sucesso mais uma vez

07/06/2017 IWMello lança programa de educação continuada para ortopedistas

01/06/2017 Pé Metatarso Varo Congênito

24/05/2017 Fisioterapia do IWMello no Ironman em Floripa

22/05/2017 Curso Lesões da Corrida é sucesso entre os participantes

18/05/2017 Pesquisadora de Harvard ministra Curso do IWMello sobre Lesões da Corrida

16/05/2017 Pilates para diferentes idades e perfis de alunos

10/05/2017 Lesões do quadril são mais comuns do que se imagina e atingem atletas e pessoas sedentárias

24/03/2017 Precisamos reavaliar a qualidade de nossos alimentos

22/03/2017 Mesmo sem sede, devemos beber água para o bem de nossa saúde

14/03/2017 As três principais lesões do corredor de rua

10/03/2017 Recovery muscular: mais uma novidade do IWMello

03/03/2017 Dores de cabeça, na face e dificuldades para mastigar podem ser sinais de DTM

02/03/2017 Nova parceria para atletas

22/02/2017 O que é o Sistema de Subgrupos para dor nas costas?

17/02/2017 Pequenos cuidados para readaptação ao fim do horário de verão

13/01/2017 Pesquisadora de Harvard, Dra. Irene Davis fala sobre curso Lesões do Corredor no IWMello

02/01/2017 Alimentação pós festas

09/12/2016 Alimentos funcionais ajudam a melhorar nossa saúde - Parte 2

05/12/2016 Alimentos funcionais ajudam a melhorar nossa saúde - Parte 1

11/11/2016 Lesão do Ligamento Cruzado Anterior: principal problema no joelho

04/11/2016 Ombro congelado

06/10/2016 Cigarro e falta de exercícios aceleram doenças da coluna

05/09/2016 Existe dor do crescimento?

12/08/2016 Alimentação x Suplementação

29/07/2016 A importância da proteína na alimentação

14/07/2016 Menopausa: dá para passar por ela de forma mais suave

24/05/2016 Sabe aquela dormência nas mãos? Pode ser síndrome do túnel do carpo